quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Projeto do MPT e CEREST divulga informações das Normas Regulamentadoras em versos

O Projeto NRs em Cordel, feito em parceria com o Ministério Público do Trabalho (MPT) e o Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador – CEREST-CG, vai oportunizar os trabalhadores e empregadores de um modo geral, a receberem informações em verso e poesia sobre os conteúdos das Normas Regulamentadoras. Ao todo são 36 NRs, com previsão de uma tiragem inicial de mil exemplares de cada uma. O projeto piloto foi lançado durante a inauguração do Centro de Referência de Reabilitação do Trabalhador (CERAST), em julho passado, quando foram impressos uma número limitado para doação aos procuradores do MPT presentes à solenidade e outras autoridades. De acordo com o coordenador geral (interino) do órgão, Windsor Ramos da Silva Júnior, os cordéis mesmo tendo sido apresentados ao público, houve necessidade de uma revisão técnica de seus conteúdos, quanto à atualização das legislações da referidas NRs, tendo sido providenciada por profissionais da áreas de literatura e de segurança do trabalho do Serviço Nacional da Indústria (SENAI). Os cordéis, que foram escritos pelo poeta/jornalista Rui Vieira, com design das capas de Júlio César, estão na gráfica para impressão, devendo os mesmos ficarem prontos para entrega ao Ministério Público do Trabalho até o final deste mês. As 36 NRs em verso e poesia serão distribuídas em uma caixa rústica de madeira ostentando o símbolo de um mão, chamando a atenção para a prevenção dos acidentes de trabalho. Texto: Francinete Silva

Conselheiros da CIST-CG discutem regulamentação do Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador

O Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador – CEREST-CG, sediou na tarde do dia 18/10, a terceira reunião ordinária da Comissão Intersetorial em Saúde do Trabalhador – CIST-CG. Na oportunidade, os conselheiros discutiram como prioridade, o processo de regulamentação do Centro de Referência, tendo em vista o mesmo ter sido implantado em 2004, no entanto, até o momento não foi inserido no organograma da Secretaria Municipal de Saúde. Em função desta pendência, segundo o coordenador geral (interino) do CEREST, Windsor Ramos da Silva Júnior, os técnicos do órgão estão impedidos de atuar como inspetores e fiscais de vigilância em saúde do trabalhador, prejudicando desta forma, as ações preconizadas pela Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora – PNST. Na reunião da CIST os conselheiros decidiram construir um instrumento legal, expondo a importância e a necessidade da regulamentação do órgão, a ser entregue ao prefeito Romero Rodrigues, através da coordenação da CIST, que tem como presidente a médica Berenice Ferreira Ramos. O documento, de acordo com a assistente social Maria Gloriete da Silva Paulo, conselheira da CIST represente da Secretaria Municipal de Saúde/CEREST, terá como embasamento as leis e decretos preconizados pelo Ministério da Saúde, o Código Sanitário do Município e a proposta aprovada na 7ª Conferência Municipal de Saúde de Campina Grande. Texto: Jornalista Francinete Silva (9 8889-3017) 18/10/2016

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Secretaria Municipal de Saúde é representada na CIST por dois profissionais do CEREST-CG A Coordenadora Geral do Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador – CEREST-CG, Anna Karla Souto Maior e a assistente social do referido órgão, Maria Gloriete da Silva Paulo, estão representando a Secretaria Municipal de Saúde na Comissão Intersetorial de Saúde do Trabalhador – CIST, reativada recentemente pelo Conselho Municipal de Saúde. Anna Karla e Maria Gloriete estão na CIST como titular e suplente, respectivamente, tendo sido empossadas no dia 09 do corrente mês pelo CMS. A primeira reunião ordinária da Comissão está prevista para esta terça, 30, às 14 horas, no auditório do Conselho, quando será discutida regulamentação do CEREST-CG. A CIST-CG, que tem representação de órgãos públicos, entidades dos trabalhadores, Patronal, Controle Social e instituições de ensino, foi criada através da Resolução número 07/12/2007. Tem como finalidade assessorar o CMS, na proposição de políticas, no estabelecimento de prioridades e no acompanhamento e avaliação das ações de saúde do trabalhador. Em 29/08/2016

terça-feira, 26 de julho de 2016

MPT e CEREST/CG lançam nesta quarta-feira o Projeto NRs em Cordel

No Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho, nesta quarta–feira, 27, o Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB) lançará, a partir das 8 horas, o Projeto “NRs em Cordel”, como parte da Campanha “Chega de Acidentes de Trabalho”. O evento voltado a trabalhadores acontecerá no Centro Regional de Reabilitação e Assistência em Saúde do Trabalhador (CERAST), inaugurado no mês passado, na cidade de Campina Grande e contará com a presença de trabalhadores e autoridades, entre elas, o procurador-geral do Trabalho, Ronaldo Fleury, que virá de Brasília (DF) para participar da solenidade. O Projeto NRs em Cordel, segundo o procurador Marcos Antônio Ferreira Almeida, contou com a importante parceria da equipe técnica do Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador – CEREST-CG e tem como objetivo prevenir, orientar e sensibilizar o trabalhador para evitar acidentes de trabalho, através de uma linguagem acessível e do cotidiano do trabalhador da nossa região. De acordo com a coordenadora do CEREST/CG, Anna Karla Souto Maior, a ideia do Procurador em transformar as 36 Normas Regulamentadoras (NRs) em cordéis é de extrema importância, tendo em vista a forma de compreensão poética ser mais atrativa aos trabalhadores e empregadores de um modo geral. As NRs tratam da segurança e saúde no trabalho e são obrigatórias pelas empresas públicas e privadas, pelos órgãos públicos da administração direta e indireta, bem como pelos órgãos dos Poderes Legislativo e Judiciário, que possuem empregados regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). O não cumprimento acarretará ao empregador a aplicação das penalidades previstas na legislação. Texto: Ascom-CEREST-CG

sexta-feira, 3 de junho de 2016

CEREST-CG DISPONIBILIZA DURANTE FESTEJOS JUNINOS CORDEL SOBRE ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL

O trabalho infantil atinge 74 mil crianças e adolescentes na Paraíba, segundo dados do Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção ao Trabalhador Adolescente na Paraíba (Fepeti/PB). Essas estatísticas devem aumentar neste mês, com os tradicionais festejos juninos realizados nas várias cidades do Estado. Preocupado com esta situação, o Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador de Campina Grande – CEREST-CG, está disponibilizando um cordel com a temática “Erradicação do Trabalho Infantil”, para distribuição no Parque do Povo, considerado o “Quartel General do Forró”, além de outras áreas de movimentação de turistas. De acordo com a coordenadora geral do órgão, Anna Karla Souto Maior, o cordel mostra através de uma linguagem simples e clara, a preocupação do CEREST-CG com as condições de vida das crianças e adolescentes do Município. Texto: Ascom-CEREST-CG, em 03/06/16

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Caminhada marca data alusiva ao Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes de Trabalho

A I Caminhada em Memória às Vítimas de Acidentes de Trabalho, realizada na manhã da última quinta-feira, 28 de abril, da Praça do Trabalho, bairro São José, à Praça Clementino Procópio, pelo Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador - CEREST-CG, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Saúde foi um sucesso. Centenas de trabalhadores pertencentes a várias categorias, organizados pelos seus sindicatos e instituições parceiros da ação pioneira do CEREST-CG, participaram da caminhada segurando cruzes, faixas e cartazes com frases lembrando às vítimas de acidentes de trabalho. Esteve prestigiando da Caminhada, o procurador do Trabalho Raulino Maracajá, que após fazer uma fala na Clementino Procópio sobre a preocupação do Ministério Público do Trabalho em relação aos crescentes números de acidentes de trabalho, entregou simbolicamente, aos representantes das Cooperativas e Associações de Materiais Recicláveis, Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s). Ainda na Praça Clementino Procópio, onde foram oferecidos serviços de saúde à população, pelas escolas técnicas, universidades, Previdência Social, além de exposição de banners com informações sobre os riscos ocupacionais, a diretoria de Vigilância à Saúde, Eliete Almeida, destacou a importância da ação que teve como objetivo chamar a atenção dos empregadores e empregadores para a problemática dos acidentes de trabalho. A coordenadora geral do CEREST-CG, Anna Karla Souto Maior, agradeceu aos parceiros, lembrando que o sucesso da caminhada deveu-se juntamente a união e o esforço de todos que fizerem o evento acontecer de forma histórica. Texto: Assessoria de Imprensa do CEREST-CG

terça-feira, 26 de abril de 2016

Caminhada em memória às vítimas de acidentes de trabalho acontecerá na próxima quinta-feira, 28 de abril

Campina Grande/PB - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos

A Política Nacional de Assistência Social se configura como um estratégia de grande abrangência estando previsto ações de prevenção e promoção a saúde, que são discutidos por eixos temáticos que contemplam a questão da defesa pelo trabalho de forma digna e que garanta aos que o desenvolve, faze-lo de forma protegida. Para tanto, programas de proteção, promoção e combate ao Trabalho Infanto Juvenil são executados, na perspectiva de propiciar as crianças e adolescentes espaços nos quais os mesmos possam não estar desenvolvendo atividades ilícitas de trabalho. O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – SCFV e o Programa de Erradicação de Trabalho Infantil – PETI buscam, no desenvolvimento de suas atividades, parcerias que ajudem no alcance de seus objetivos. Em parceria com o Centro de Referência de Saúde do Trabalhador – CEREST – CG, o SCFV e o PETI reforçam a luta contra o Trabalho Infantil e na prevenção dos acidentes de trabalho, dos quais as crianças e adolescentes são apontados em altos índices. E no dia 28/04/16 de forma representativa esses programas estarão de forma simbólica e consciente participando dessa importante mobilização em favor da luta e do combate aos acidentes de trabalho, levando uma mensagem reflexiva para melhoria nas condições de trabalho e proteção da saúde do trabalhador por meio da garantia de seus direitos. Texto: Jussara Ferreira Melo

Caminhada em Memória às Vítimas de Acidentes de Trabalho. Venha caminhar conosco!

MATRIACIAMENTO EM SAÚDE DE TRABALHADOR: UMA PROPOSTA VERDE ESPERANÇA

A política nacional de saúde do trabalhador e da Trabalhadora (PNST) é uma política de saúde que tem por finalidade estabelecer princípios, diretrizes e estratégias no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), objetivando a atenção integral em Saúde do Trabalhador (ST), com ênfase na vigilância. A Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador (RENAST) é a estratégia de organização para implementar a política de (ST) em toda a rede de serviços do SUS, através dos Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST). Estes são serviços especializados com a finalidade de ampliar a rede de atenção em (ST), numa perspectiva de integração da prática clínica com as ações de vigilância, objetivando promover, além da saúde, processos de trabalho saudáveis. Desta forma, o Centro Regional de Referencia em Saúde do Trabalhador de Campina Grande – CEREST/CG, constitui-se em uma unidade de Vigilância em (ST) ligado a Secretaria municipal de Saúde com a missão de implementar a (ST) nos 70 Municípios pertencentes a Segunda Macro região de Saúde do Estado da Paraíba. Assim, vem desde a sua fundação em 2004, cumprindo o papel de suporte técnico- científico e de apoio matricial, em educação permanente (EP) nos eixos temáticos de promoção, vigilância e assistência, nos municípios de sua região de abrangência. Neste contexto, o CEREST/CG realizou no ano de 2015 o matriciamento de 27 municípios, utilizando um modelo que propõe a criação de uma comissão de (ST) em cada município, composta por quatro trabalhadores preferencialmente do quadro efetivo da saúde, representando a Atenção Básica, a Vigilância e o Controle Social. A proposta tem a finalidade de estabelecer uma referência matricial para o desenvolvimento de ações de vigilância em (ST), no sentido de melhorar os indicadores de saúde com base nas informações sobre a morbimortalidade de doenças e agravos relacionados ao trabalho e de notificação compulsória, da região. Essa forma de matriciamento, a partir de comissões de referência, surgiu trazendo a esperança com possibilidade de potencializar a vigilância em (ST) nos municípios, em resposta as demandas levantadas em 2014, nas etapas das Conferências de Saúde do Trabalhador. Desse modo, a sugestão de mudança na metodologia matricial foi discutida com a equipe técnica do CEREST/CG e resultou na construção de uma proposta que objetiva estabelecer mecanismos de referência em (ST), a partir de uma comissão permanente em cada município. Esta proposta foi apresentada nas reuniões dos Colegiados Intergestor Regional (CIR), e colocada para a apreciação, recebendo a aprovação dos gestores. Ficando acordado que cada município iria formar sua comissão e envia-la até o local pactuado para a realização do curso de capacitação. Assim, os trabalhos foram iniciados no mês de março de 2015, seguindo um cronograma com atividades programadas para dois momentos distintos, essa lógica considerou a necessidade de acompanhamento das comissões em todas as etapas da capacitação matricial. O primeiro momento do curso constou de atividades pedagógicas de (EP), na temática da (PNST) e foi programado para contemplar os representantes das comissões pertencentes aos municípios da (CIR) Borborema, Cariri Oriental e a Renascer do Brejo. Vale salientar que as três CIR totalizam 40 municípios. O segundo momento constou das apresentações das ações devolutivas que foram encaminhadas na primeira fase do curso, denominadas de atividades de campo, onde as comissões devem apresentar o resultado das tarefas, compartilhar suas experiências e avaliar a viabilidade da nova proposta. O resultado das apresentações demonstrou que as ações devolutivas foram incipientes, mas, estavam dentro da margem esperada. Contudo, a fase não foi contemplada na sua totalidade, visto que o número de comissões participantes do segundo momento foi menor, comparado ao momento anterior. Esta situação alterou o cronograma dos trabalhos nos municípios onde as comissões não concluíram o treinamento, apontando como fator determinante para a continuidade do matriciamento, o empenho da gestão em todas as fases da capacitação em processo. Acreditamos que a proposta poderá contribuir para o fortalecimento da vigilância em Saúde do trabalhador nos municípios, pela capacidade de relacionar o perfil produtivo e a situação de saúde dos trabalhadores, que são informações básicas para o desenvolvimento das ações. O método proposto vai além da capacitação para as equipes, visto que trabalha os indicadores de (ST) relacionados ao Programa de Qualificação das Ações de Vigilância em Saúde (PQAVS), o qual qualifica a vigilância em cada município. Nesta perspectiva, concluímos que CEREST-CG vem se empenhando para o êxito do trabalho de matriciamento, a partir de uma referência em (ST) em cada município, para atuar em parceria no apoio matricial. Por tanto, qualificar equipes para identificar, encaminhar, notificar as doenças e agravos relacionados ao trabalho, na perspectiva da integralidade das ações assistenciais e de vigilância são os objetivos proposto para um novo formato matricial em Saúde do trabalhador, a partir de comissões de referência nos territórios. Ana Kristina B de Meneses akristinabm@gmai.com NUVISAT/CEREST-CG, Abril de 2016

quinta-feira, 21 de abril de 2016

I Caminhada em Memória às Vítimas de Acidentes de Trabalho. Venha caminhar conosco!

CEREST-CG na reta final dos preparativos para I Caminhada em Memórias às Vítimas de Acidentes de Trabalho

CEREST-CG DAR CONTINUIDADE A AÇÕES DO ABRIL VERDE

Uma vasta programação está sendo realizada pelo Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador – CEREST/CG, no Abril Verde. As atividades foram iniciadas com a capacitação dos agentes de vigilância ambiental (AVAS), onde participaram do momento 154 trabalhadores, além dos fiscais e inspetores da Vigilância Sanitária (GEVISA). Os profissionais receberam informações sobre o Dia Mundial em Memórias às Vítimas de Acidentes de Trabalho, que né celebrado no dia 28 de abril, com ênfase na prevenção de acidentes de trabalho. A gerente de Vigilância Ambiental, da Secretaria Municipal de Saúde, Rossandra Oliveira, também ministrou palestra sobre H1N1, mostrando a importância do envolvimento e responsabilidade dos referidos profissionais no que diz respeito à prevenção e ao combate a esse vírus, que vem causando a maior preocupação das instituições de saúde pública. Nestas últimas semanas de abril, o CEREST-CG em parceria com as escolas técnicas e a universidades realizará adesivagem de um selo de alerta à prevenção de acidentes de trabalho, onde os motoristas serão abordados nos principais semáforos da cidade. O CEREST-CG participará no dia 27 de uma ação da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), no Campus, em Bodocongó. A culminância da programação acontecerá no dia 28, quando será realizada uma caminhada da Praça do Trabalho, bairro São José, à Praça Clementino Procópio, onde os participantes irão afixar cruzes em canteiros simbolizando um cemitério das vítimas de acidentes de trabalho. Durante o percurso haverá declamação de cordéis pelo autor Rui Vieira, cujas temáticas enfocarão: Acidente de Trabalho, Dia 28 de Abril e Erradicação do Trabalho Infantil. Na manhã do dia 28, na Praça Clementino Procópio, serão oferecidos pelos parceiros serviços de saúde, a exemplo de aferição de pressão arterial e teste de glicemia; exposição de material educativo, informações sobre saúde do trabalhador e prevenção de acidentes. Na oportunidade, o Procurador do Trabalho Dr. Raulino Maracajá, representando o Ministério Público do Trabalho (MPT), que o principal parceiro do CEREST-CG nesta ação, fará a entrega de Equipamentos de Proteção Individual (EPI´s) aos trabalhadores de materiais recicláveis. Texto: Assessoria de Imprensa do CEREST-CG, em 19/04/16.

quarta-feira, 13 de abril de 2016

CEREST-CG ORGANIZA CAMINHADA ALUSIVA AO DIA MUNDIAL EM MEMÓRIA ÀS VÍTIMAS DE ACIDENTES DE TRABALHO

O Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador – CEREST/CG, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com várias secretarias municipais, Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP), instituições de ensino superior, Previdência Social, escolas técnicas e sindicatos, está programando ações para o mês Abril Verde, tendo como destaque uma caminhada a ser realizada no dia 28 de abril, data alusiva ao Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes de Trabalho. A caminhada silenciosa acontecerá de forma pioneira, tendo como concentração a Praça do Trabalho, no bairro São José, e itinerário Rua Lino Gomes, Treze de Maio e Praça Clementino Procópio. Durante o percurso haverá declamação de cordéis com o poeta Rui Vieira, abordando as temáticas: Acidente de trabalho e Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes de Trabalho. Na oportunidade será enfatizado o combate ao trabalho infantil, pelos alunos inseridos nos programas sociais da Secretária Municipal de Assistência Social. Para sensibilizar a sociedade, bem como chamar a atenção dos trabalhadores e empregadores em geral, sobre a importância da prevenção, na caminhada serão utilizadas cruzes simbolizando as mortes por acidentes de trabalho, conforme informou a coordenadora do CEREST-CG, Anna Karla Souto Maior. “Também estamos envolvendo nesta ação os trabalhadores das várias secretarias municipais, principalmente os agentes de endemias, frente à problemática que o Brasil vivencia no momento com o mosquito Aedes Aegypti”, esclarece Anna Karla. Paralelamente à caminhada, as instituições parceiras estarão expondo na Praça Clementino Procópio, trabalhos relacionados aos riscos ocupacionais. Além disto, haverá exposição de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) e de animais peçonhentos. Neste espaço também serão oferecidos à população, serviços de saúde, a exemplo de glicemia, aferição de pressão arterial e testes rápidos (DST/AIDS). Também haverá apresentação da Filarmônica Epitácio Pessoa e do Grupo de Teatro da Secretaria de Cultura. A ação do CEREST será encerrada com um ato público e entrega de EPI’s aos catadores de materiais recicláveis, pelo Procurador do Ministério Público do Trabalho (MPT), Marcos Antônio Ferreira Almeida, no Coreto da Praça Clementino Procópio. Texto: Ascom-CEREST-CG (Jornalista Francinete Silva – 98889-3019)

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

CEREST-CG notifica quase 130 casos de trabalhadores contaminados por material biológico

Em 2015 o Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador – CEREST-CG, notificou três casos de óbitos envolvendo trabalhadores. Foram registrados 44 casos de Ler/Dort e 129 envolvendo pessoas contaminadas por material biológico. De acordo com os dados notificados no SINAN – Sistema de Informação de Agravos de Notificação, pelo CEREST-CG, os meses de fevereiro, março, abril e maio registraram maior incidência dos casos de acidentes graves, respectivamente: 40, 38, 41 e 45. Por ramo de ocupação, além dos casos envolvendo trabalhadores contaminados por material biológico, a construção civil liderou o segundo lugar nos acidentes de trabalho, com 88 casos notificados em 2015. Das várias situações dos acidentes de trabalho notificados pelo CEREST-CG, no ano passado, 387 envolveram o sexo masculino e 144 o sexo feminino, perfazendo um total de 531 casos notificados ao longo dos 12 meses. Texto: Assessoria do CEREST-CG Em 26 de janeiro de 2016