CEREST-CG E PREFEITURA DE QUEIMADAS PROMOVERÃO FÓRUM CONTRA O TRABALHO INFANTIL

       O Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador – CEREST-CG, em parceria com a Prefeitura Municipal de Queimadas, Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Superintendência do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), realizará no dia 22 do corrente mês, o I Fórum Municipal Contra o Trabalho Infantil: Desafios no Enfrentamento.
       O evento, que se reveste da mais alta relevância, segundo a coordenadora do CEREST-CG, Anna Karla Souto Maior, tem como objetivo debater a situação do trabalho infantil naquele área geográfica, uma vez que as estatísticas mostram ser o Município um dos que apresentam o maior quantitativo, no âmbito do Estado, de crianças realizando algum tipo de atividade não permitida pelo Estatuto da Criança e do Adolescente.
           A partir do Fórum, que acontecerá no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Queimadas, as entidades envolvidas nas discussões, desenvolverão ações de intervenções intersetoriais para o enfrentamento da problemática do trabalho infantil.
     O fórum tem como palestrantes: Clóvis da Silveira Costa (auditor fiscal da Superintendência do Trabalho e Emprego - STE), Anna Karla Souto Maior (Coordenadora do CEREST-CG), Anna Paula Batista dos Santos (técnica de Referência Estadual das Ações Estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil - PETI), Erivaldo Genuino Lima (Coordenador Pedagógico do Município de Queimadas), além de um representante do Ministério Público do Trabalho (MPT).
      Serão abordados temais tais como: Os Impactos do Trabalho Infantil no Rendimento Escolar das crianças e dos adolescentes, a Importância da intersetorialidade no enfrentamento do trabalho infantil, prejuízos do trabalho precoce para a saúde das crianças e adolescentes e as ações do CEREST-CG voltadas para a problemática do trabalho infantil na 2ª Macrorregião de Saúde, composta por 7º municípios, incluindo Campina Grande.          



 Texto: Ascom - CEREST-CG

Laudo revela causa da morte de trabalhadores em poço no Cariri

Quase dez meses depois, os peritos do Instituto Técnico de Polícia Cientifica da Paraíba (IPC) divulgaram o laudo com a conclusão das investigações sobre a morte de quatro pessoas dentro de um poço amazonas na zona rural de Barra de São Miguel, no Cariri paraibano.

O  (IPC  concluiu que a morte de quatro trabalhadores em um poço artesiano, em janeiro de 2017 no município de Barra de São Miguel, Cariri paraibano, ocorreu por falta de oxigênio. O laudo aponta que houve uma decomposição de matéria orgânica na água produzindo gases que expulsaram o oxigênio, causando asfixia nas vítimas. No laudo, divulgado nesta quarta-feira (26), os peritos responsáveis pelos exames encontraram cerca de 3,4% de oxigênio no local e onde o limite mínimo é de 19%.

No dia 12 de janeiro, quatro pessoas morreram e outras quatro foram socorridas se sentindo mal, depois de entrarem em poços na zona rural de Barra de São Miguel. As vítimas estavam fazendo uma limpeza nos poços quando tiveram um mal estar

De acordo com o documento, o que provocou as mortes foi a emissão de um gás formado a partir de uma reação química da decomposição de matéria orgânica como folhas e animais mortos.

No dia 12 de janeiro deste ano, quatro homens morreram e quatro foram socorridos em um poço artesiano de Barra de São Miguel, levados para o Hospital de Trauma de Campina Grande. Uma das vítimas, Luciano Costa, disse que não lembra de nada, apenas de ter corrido para ajudar e ter inalado um gás que o fez perder a consciência e quando acordou já estava no hospital.

Segundo as informações do Corpo de Bombeiros de Campina Grande, os poços têm cerca de 10 metros de profundidade. “O poço tem aproximadamente 10 metros e quando se está fazendo alguma atividade por longo período é comum faltar oxigênio. E se a pessoa não sair em tempo hábil vai perder a consciência”, disse o sargento Eugênio.

Segundo as informações do Corpo de Bombeiros de Campina Grande, os poços têm cerca de 10 metros de profundidade

Redação pbagora.com.br


TÉCNICOS DO CEREST-CG PARTICIPAM EM JOÃO PESSOA DE CURSO SOBRE BENZENO

     
         Os técnicos do Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador de Campina Grande – CEREST-CG: Josélia Neves (enfermeira do trabalho); Rafael Romero Rosa e Artur Sartori (engenheiros de segurança) estão participando desde o último dia 24,  do   Curso de Vigilância de Ambientes e Processos de Trabalho em Postos Revendedores de Combustíveis com Ênfase no Benzeno.

      O curso, que está seno realizado pela Fundacentro e o CEREST Estadual,  tem como objetivo discutir um modelo de intervenção das condições de saúde e segurança no trabalho em postos de revenda de combustíveis a varejo. Participam do evento, técnicos dos Cerests e das Vigilâncias Sanitária, Epidemiológica e Ambiental; auditores fiscais do trabalho,  dirigentes sindicais do setor, entre outros profissionais.
     
      A programação será encerrada amanhã (27).  O curso está sendo realizado na  Escola de Serviço Público do Estado da Paraíba – ESPEP, na Rua Neuza de Sousa Sales, s/n - Mangabeira VII.


Texto: Ascom – CEREST-CG

Alunos de Medicina se reúnem no CEREST-CG para definir cronograma de ações nas UBSFs de Campina Grande

        Cerca de 200 alunos da Faculdade de Ciências Médicas de Campina Grande - FCM, estiveram reunidos na manhã desta terça-feira, 24, na sede do Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador – CEREST-CG, oportunidade em que definiram o cronograma de ações que serão realizadas para os profissionais das Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs) do Município.

      O trabalho a ser desenvolvido pelos acadêmicos de medicina é resultado de uma parceria com a FCM e o CEREST-CG. Será iniciado no próximo dia 31 (sexta-feira), no turno da manhã, em seis UBSFs.

      Com o tema “Cuidar de Quem Cuida da  Gente”, os alunos de medicina, que serão acompanhados pelos técnicos do CEREST-CG, disseminarão  informações  sobre a importância da imunização dos profissionais de saúde, câncer de pele,  síndrome de Burnout ( sinais causados pelo esgotamento no trabalho),  prevenção de acidentes de trabalho, uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), entre outros inerentes à saúde dos trabalhadores. Em todos os momentos serão repassadas informações acerca das atribuições do CEREST.
    
       Na próxima sexta-feira sairão a campo, seis equipes, cada uma com dez estudantes, mais um técnico do CEREST. Eles estarão realizando a ação a partir das 8 horas no Centro de Saúde da Liberdade, UBSF do Jardim Paulistano, UBSF da Liberdade III; UBSF do Distrito de Catolé de Zé Ferreira; UBSFs Rayff I, II e III e UBSF Anailda Cabral, a última localizada nas proximidades do Parque de Exposição de Animais.
         
    Participaram da reunião para apresentação do projeto dos alunos de medicina, nesta manhã, a gerente do Distrito Sanitário V, Maria do Socorro de Souza Andrade; a professora da Disciplina Saúde Pública da FCM,  Roumayane Fernandes Vieira Andrade; a coordenadora de Educação na Saúde, do Departamento de Gestão Social Educação e Saúde – DGTES, Raquel Brito de Figueiredo e os técnicos do CEREST.


Texto: Ascom/CEREST-CG

PARCERIA DO CEREST E FACISA LEVA AÇÃO EDUCATIVA EM SAÚDE ÀS UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE DA FAMÍLIA

O Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador de Campina Grande – CEREST-CG, em parceria com a Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas - Facisa, está realizando importante projeto envolvendo os profissionais das Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs) deste o Município.

De acordo com informações da assistente social do CEREST, Maria Gloriete da Silva Paulo,  a Ação de Educação em Saúde será executada pelos alunos do terceiro período do Curso de Medicina, sob a coordenação dos técnicos da unidade de Saúde do Trabalhador.

A primeira etapa do projeto é voltada para a capacitação dos alunos sobre a Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora (PNST) e as atribuições do CEREST, inclusive já concluída. Amanhã (24) e quinta (26), os estudantes apresentarão para a Coordenação do órgão e técnicos em ST as propostas da ação, sendo estas aprovadas, o trabalho será iniciado no próximo dia 31.

Em relação às primeiras UBSFs a serem visitadas pelos alunos, foram definidas as que integram o Distrito V, que abrange os bairros da Liberdade, Catolé do Zé Ferreira, Bairro das Cidades, Ressurreição,  Novo Horizonte, entre outros


Texto: Ascom CEREST-CG

REPRESENTANTE DA RENAST RECEBE DO CEREST-CG, EM BRASÍLIA, NRs EM CORDÉIS

        
      A coordenadora da Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador – RENAST, Karla Baêta e o pesquisador Luiz Carlos Fadel de Vasconcelos, receberam do Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador de Campina Grande – CEREST-CG, o kit contendo as 36 Normas Regulamentadoras do Trabalho, em verso.

    A entrega aconteceu durante a 1ª Jornada Nacional de Saúde do Trabalhador e Trabalhadora, ocorrida em  Brasília, no período de 18 a 20 do corrente mês, tendo sido feita pela coordenadora do CEREST e conselheira do Conselho Municipal de Saúde de Campina Grande/PB, Anna Karla Souto Maior,
     O Projeto NRs em Cordel, feito em parceria com o Ministério Público do Trabalho (MPT/PB) e o CEREST-CG, oportuniza os trabalhadores e empregadores de um modo geral, a receberem informações em verso e poesia sobre os conteúdos das Normas Regulamentadoras, segundo Anna Karla.
       As NRs em cordéis, com adequação técnica de seus conteúdos em forma de versos, foram construídas pelo poeta  cordelista Rui Vieira.

Jornada
      A 1ª Jornada se constituiu, conforme disse Anna Karla, em um evento de discussão a nível nacional sobre a implementação da saúde do trabalhador e trabalhadora a nível nacional, estadual e municipal. Durante os três dias, as discussões temáticas foram pautadas sobre a saúde do trabalhador, controle social e realidades nacionais referentes à inserção dessa politica.


Texto: Ascom CERES-CG

COORDENADORA DO CEREST-CG PARTICIPA EM BRASÍLIA DA 1ª JORNADA NACIONAL DE SAÚDE DO TRABALHADOR E DA TRABALHADORA

     
     A coordenadora do Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador de Campina Grande – CEREST-CG, Anna Karla Souto Maior, participa em Brasília (DF), no período  de hoje (18) ao próximo dia 20, da 1ª Jornada Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora.  Anna também é conselheira da Comissão Intersetorial de Saúde do Trabalhador – CIST-CG.
   Segundo Anna Karla, a participação do CEREST-CG na Jornada é de grande importância, tendo em vista que o evento abrirá novos horizontes para discussões acerca da saúde do trabalhador e da trabalhadora, repassando mais responsabilidade para a  empresa no tocante à prevenção das doenças de seus empregados. O evento é uma iniciativa do Conselho Nacional de Saúde (CNS).
      Anna Karla acredita que a discussão do tema é de grande relevância “porque o empregado, muitas vezes, não entende que a empresa também é responsável nos cuidados com a saúde de seus empregados para evitar o adoecimento dos mesmos”, assinalou.
“Infelizmente existem diversas situações onde o trabalhador adquire a doença no trabalho e, por desconhecimento acha que é em casa que ele adquiriu tais problemas”, exemplifica Anna Karla.
     A 1ª Jornada pode mudar esse quadro, conforme disse a coordenadora do CEREST-CG,,  uma vez que norteia as discussões abrindo novos horizontes, incluindo nesse caminho o empregador, onde este vai passar a entender que a responsabilidade com a saúde do funcionário também é do patrão.
       Estão sendo tratados no evento os seguintes temas: a crise econômica e os impactos da reforma trabalhista na saúde; governança, pactuação e financiamento do Sistema Único de Saúde (SUS); indicadores de saúde dos trabalhadores e trabalhadoras; desafios do controle social na defesa do direito à saúde; formação em saúde; observatório digital de saúde e segurança do trabalho; e pesquisas realizadas.

 Texto: Ascom CEREST-CG
Proxima  → Inicio

CEREST/CG

R. Maestro Alcides Leão, 595, Bairro Santa Cruz (ao lado do INSS). Campina Grande, Paraíba, Brazil

Pesquisar este blog

Seguidores

Total de visualizações

CEREST-CG E PREFEITURA DE QUEIMADAS PROMOVERÃO FÓRUM CONTRA O TRABALHO INFANTIL

       O Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador – CEREST-CG, em parceria com a Prefeitura Municipal de Queimadas, Ministér...

LINKS ÚTEIS