quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Projeto do MPT e CEREST divulga informações das Normas Regulamentadoras em versos

O Projeto NRs em Cordel, feito em parceria com o Ministério Público do Trabalho (MPT) e o Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador – CEREST-CG, vai oportunizar os trabalhadores e empregadores de um modo geral, a receberem informações em verso e poesia sobre os conteúdos das Normas Regulamentadoras. Ao todo são 36 NRs, com previsão de uma tiragem inicial de mil exemplares de cada uma. O projeto piloto foi lançado durante a inauguração do Centro de Referência de Reabilitação do Trabalhador (CERAST), em julho passado, quando foram impressos uma número limitado para doação aos procuradores do MPT presentes à solenidade e outras autoridades. De acordo com o coordenador geral (interino) do órgão, Windsor Ramos da Silva Júnior, os cordéis mesmo tendo sido apresentados ao público, houve necessidade de uma revisão técnica de seus conteúdos, quanto à atualização das legislações da referidas NRs, tendo sido providenciada por profissionais da áreas de literatura e de segurança do trabalho do Serviço Nacional da Indústria (SENAI). Os cordéis, que foram escritos pelo poeta/jornalista Rui Vieira, com design das capas de Júlio César, estão na gráfica para impressão, devendo os mesmos ficarem prontos para entrega ao Ministério Público do Trabalho até o final deste mês. As 36 NRs em verso e poesia serão distribuídas em uma caixa rústica de madeira ostentando o símbolo de um mão, chamando a atenção para a prevenção dos acidentes de trabalho. Texto: Francinete Silva

Conselheiros da CIST-CG discutem regulamentação do Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador

O Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador – CEREST-CG, sediou na tarde do dia 18/10, a terceira reunião ordinária da Comissão Intersetorial em Saúde do Trabalhador – CIST-CG. Na oportunidade, os conselheiros discutiram como prioridade, o processo de regulamentação do Centro de Referência, tendo em vista o mesmo ter sido implantado em 2004, no entanto, até o momento não foi inserido no organograma da Secretaria Municipal de Saúde. Em função desta pendência, segundo o coordenador geral (interino) do CEREST, Windsor Ramos da Silva Júnior, os técnicos do órgão estão impedidos de atuar como inspetores e fiscais de vigilância em saúde do trabalhador, prejudicando desta forma, as ações preconizadas pela Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora – PNST. Na reunião da CIST os conselheiros decidiram construir um instrumento legal, expondo a importância e a necessidade da regulamentação do órgão, a ser entregue ao prefeito Romero Rodrigues, através da coordenação da CIST, que tem como presidente a médica Berenice Ferreira Ramos. O documento, de acordo com a assistente social Maria Gloriete da Silva Paulo, conselheira da CIST represente da Secretaria Municipal de Saúde/CEREST, terá como embasamento as leis e decretos preconizados pelo Ministério da Saúde, o Código Sanitário do Município e a proposta aprovada na 7ª Conferência Municipal de Saúde de Campina Grande. Texto: Jornalista Francinete Silva (9 8889-3017) 18/10/2016

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Secretaria Municipal de Saúde é representada na CIST por dois profissionais do CEREST-CG A Coordenadora Geral do Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador – CEREST-CG, Anna Karla Souto Maior e a assistente social do referido órgão, Maria Gloriete da Silva Paulo, estão representando a Secretaria Municipal de Saúde na Comissão Intersetorial de Saúde do Trabalhador – CIST, reativada recentemente pelo Conselho Municipal de Saúde. Anna Karla e Maria Gloriete estão na CIST como titular e suplente, respectivamente, tendo sido empossadas no dia 09 do corrente mês pelo CMS. A primeira reunião ordinária da Comissão está prevista para esta terça, 30, às 14 horas, no auditório do Conselho, quando será discutida regulamentação do CEREST-CG. A CIST-CG, que tem representação de órgãos públicos, entidades dos trabalhadores, Patronal, Controle Social e instituições de ensino, foi criada através da Resolução número 07/12/2007. Tem como finalidade assessorar o CMS, na proposição de políticas, no estabelecimento de prioridades e no acompanhamento e avaliação das ações de saúde do trabalhador. Em 29/08/2016

terça-feira, 26 de julho de 2016

MPT e CEREST/CG lançam nesta quarta-feira o Projeto NRs em Cordel

No Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho, nesta quarta–feira, 27, o Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB) lançará, a partir das 8 horas, o Projeto “NRs em Cordel”, como parte da Campanha “Chega de Acidentes de Trabalho”. O evento voltado a trabalhadores acontecerá no Centro Regional de Reabilitação e Assistência em Saúde do Trabalhador (CERAST), inaugurado no mês passado, na cidade de Campina Grande e contará com a presença de trabalhadores e autoridades, entre elas, o procurador-geral do Trabalho, Ronaldo Fleury, que virá de Brasília (DF) para participar da solenidade. O Projeto NRs em Cordel, segundo o procurador Marcos Antônio Ferreira Almeida, contou com a importante parceria da equipe técnica do Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador – CEREST-CG e tem como objetivo prevenir, orientar e sensibilizar o trabalhador para evitar acidentes de trabalho, através de uma linguagem acessível e do cotidiano do trabalhador da nossa região. De acordo com a coordenadora do CEREST/CG, Anna Karla Souto Maior, a ideia do Procurador em transformar as 36 Normas Regulamentadoras (NRs) em cordéis é de extrema importância, tendo em vista a forma de compreensão poética ser mais atrativa aos trabalhadores e empregadores de um modo geral. As NRs tratam da segurança e saúde no trabalho e são obrigatórias pelas empresas públicas e privadas, pelos órgãos públicos da administração direta e indireta, bem como pelos órgãos dos Poderes Legislativo e Judiciário, que possuem empregados regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). O não cumprimento acarretará ao empregador a aplicação das penalidades previstas na legislação. Texto: Ascom-CEREST-CG

sexta-feira, 3 de junho de 2016

CEREST-CG DISPONIBILIZA DURANTE FESTEJOS JUNINOS CORDEL SOBRE ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL

O trabalho infantil atinge 74 mil crianças e adolescentes na Paraíba, segundo dados do Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção ao Trabalhador Adolescente na Paraíba (Fepeti/PB). Essas estatísticas devem aumentar neste mês, com os tradicionais festejos juninos realizados nas várias cidades do Estado. Preocupado com esta situação, o Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador de Campina Grande – CEREST-CG, está disponibilizando um cordel com a temática “Erradicação do Trabalho Infantil”, para distribuição no Parque do Povo, considerado o “Quartel General do Forró”, além de outras áreas de movimentação de turistas. De acordo com a coordenadora geral do órgão, Anna Karla Souto Maior, o cordel mostra através de uma linguagem simples e clara, a preocupação do CEREST-CG com as condições de vida das crianças e adolescentes do Município. Texto: Ascom-CEREST-CG, em 03/06/16